Divulgar conteúdo
  • Belo Horizonte
  • MG
  • Telefone 31 9136-2210

Conteúdo

Note: novos artigos aparecem primeiro.

Material didático, organizado tematicamente, incluindo: apostila completa de História, vasto material sobre História da África, mapas e charges.
Para uma visão geral dos temas, consulte o índice temático.

As próximas eleições... “de cabresto”

Por Storni
As próximas eleições... “de cabresto”

A revista Careta, muito popular durante a Primeira República, era caracterizada pela irreverência de suas críticas ao regime e seus vícios tornando-se um porta-voz, principalmente, dos setores urbanos que se sentiam alijados das disputas eleitorais em função dos mecanismos de controle da máquina oficial sobre as eleições, especialmente nas áreas rurais marcadas pelo fenômeno do coronelismo.

Fonte da charge: STORNI. Careta, ano 20, n. 974, 19/2/1927 (BN) apud LEMOS, Renato (org.). Uma História do Brasil Através da Caricatura. Rio de Janeiro: Editora Letras & Expressões, s/d.

Tempos bicudos

Por Adão
Tempos bicudos

Em 2002 o Brasil passava por uma de suas mais graves crises de desemprego gerada pela introdução, em diversos setores, de medidas econômicas de cunho neoliberal que, atendendo às orientações do Consenso de Washington, reduziram drasticamente os investimentos sociais e elevaram as taxas de juros e o preço dos serviços públicos. Tudo isso levou a uma grande queda do consumo e consequentemente a uma onda de desemprego e desânimo nacional.

Fonte da charge: Adão. Folha de São Paulo. 14 out. 2002.

Olha o DROPS!

Olha o DROPS!

O Drops era um saquinho de balas muito consumido durante os anos 60 do século XX e era vendido nas ruas, cinemas e teatros. A charge ironiza e, ao mesmo tempo, denuncia a truculência da ditadura militar brasileira quando quase tudo e quase todos eram considerados subversivos pela máquina repressora do Estado. DOPS era a sigla de um dos setores de controle social do regime (Departamento de Ordem Política e Social) famoso pela ação violenta e arbitrária.

Fonte da charge: CLAUDIUS. 20 anos de prontidão, 1984 apud LEMOS, Renato (org.). Uma História do Brasil Através da Caricatura. Rio de Janeiro: Letras & Expressões, p. 36.

Despertar da Europa

Ironizando a visão renascentista que considerava a Idade Média como “uma noite de mil anos” apresentamos aqui os elementos constitutivos da Europa ocidental, berço do capitalismo, quando da era feudal e de sua crise. Demonstrando, assim, que é através de idas e vindas, contradições e acertos que a aventura humana se constrói.

História da América

História do Brasil

História Geral

A História é uma ciência do presente. Assim, para entender as forças que movem o mundo contemporâneo necessitamos conhecer os elementos conformadores de nosso cotidiano.

É nessa perspectiva que iniciamos pelo conhecimento da raízes fundadoras do capitalismo, sistema que se consolidou na era contemporânea e que, com suas contradições, permitiu o surgimento de novos projetos.

É importante ressaltar que, apesar de iniciarmos pelo estudo da História da Europa ocidental, fazemo-lo com o objetivo de analisar o contexto de surgimento do capitalismo e, não, sujeitado-nos a uma visão eurocêntrica da evolução humana, como se perceberá ao longo dos textos.